domingo, 23 de abril de 2017

A SENDA TRÍPLICE - ECLETISMO


A SENDA TRÍPLICE

No processo da evolução consciente, há três grandes caminhos que em paralelo conduzem harmonicamente o desenvolvimento oculto e espiritual do homem.

Quando tomamos somente um deles, com exclusão de um, ou dos outros, produzem-se determinados desequilíbrios que perturbam o desenvolvimento harmônico, ou justo equilíbrio, que deve reinar na consciência do espiritualista.

Estas três sendas são: a filosófica, a mística e a científica.

Na realidade, a atuação operativa atua somente nos aspectos místico e científico, sendo a filosofia unicamente o laço que os harmoniza, coordenando os opostos.

A senda mística desenvolve o aspecto sensitivo do ser, assim como a senda científica e ocultista desenvolve a vontade do operador, sendo indispensável que sentimento e vontade, mística e ocultismo se encontrem devidamente coordenados para os efeitos de evolução harmônica.

O místico exagerado perde o controle da vida e se converte em um autômato perigoso para si mesmo, fisicamente e animicamente.

O ocultista puro desenvolve em si a vanidade extrema e então, por esse meio, pode converter-se em servidor dos chamados "irmãos da sombra".

Somente coordenando o desenvolvimento da mística com o aspecto físico e volitivo, é que consegue a completa harmonia, que é indispensável na vida do endoterista*.

Para estas duas polaridades da vida interna não podem ser devidamente coordenadas e compreendidas se não se faz um estudo de filosofia. É por isso que não poderíamos terminar este manual**, sem mostrar os perigos de um desenvolvimento polarizado à mística, à filosófica ou à ocultista (científica), isoladas, sem estabelecer a coordenação necessária que deve reinar neste tríplice caminho.

O caminho da filosofia pura, ausente de mística e de ciência, conduz comumente ao sofismo, sem importância transcendental; o filósofo que não cultiva sua vontade e que não desenvolve seu coração, resulta ser um empedernido, sem transcendência alguma em seu real progresso.

Um místico que não seja filósofo é enganado por falsas aparências com imitação ou representação da realidade para sua exagerada sensibilidade. Um ocultista sem filosofia pode se converter em um desonesto ou audaz mago que atua para a satisfação de sua própria vanidade, sem pensar nas consequências naturais de cada atuação.

Por isso, é absolutamente indispensável que o tríplice caminho ou senda seja recorrido em paralelo, harmonizando o claro pensamento, o nobre sentimento e a volitiva ação.

A Fraternidade Rosa-Cruz, coordena maravilhosamente a tríplice senda, ainda que haja ocultistas especializados, místicos por excelência e filósofos excepcionais.

É conveniente informar aos estudantes atuais, quais são as principais obras de ciência, de filosofia e de mística.

Como obras ligadas diretamente à ciência oculta temos, dentre muitíssimas outras, por exemplo:

- Os Chacras, de C. W. Leadbeater,
- A Iniciação, de R. Steiner,
- Cabala Mística, de D. Fortune,
- Igreja Gnóstica, de A. Krumm Heller,
- Maçonaria e Catolicismo, de Max Heindel,
- Filosofia Yoga, de S. Vivekananda.

Em obras de filosofia temos, dentre muitíssimas outras, por exemplo:

- Jnana Yoga, de S. Vivekanada,
- Gnana Yoga, de Y. Ramacharaka,
- Ísis Sem Véu, de H. P. Blavatsky
- Karma Yoga, de S. Vivekananda,
- Atmi Jnani, de Avedananda.

Em obras de mística temos, dentre muitíssimas outras, por exemplo:

- Em Harmonia com o Infinito, de R. W. Trine,
- Rosa Esotérica, de A. Krumm Heller,
- Coletâneas de Um Místico, de M. Heindel,
- Na Hora de Meditação, de F. P. Alexander.

E em obras que encontramos as três sendas juntas temos os seguintes autores, dentre muitos outros, por exemplo:

- Max Heindel,
- Rudolf Steiner,
- Franz Hartmann,
- Ramacharaka,
- Vivekanada,
- Dion Fortune.

À medida que o estudante vai se aprofundando no conhecimento das leis que regem o destino e evolução do homem, irá encontrando verdadeiros tesouros de sabedoria na multidão de autores que estão trabalhando pelo melhoramento do mundo; aqui citamos apenas algumas das autoridades genuínas e reconhecidas.


ECLETISMO

Do grego "eklegein" (escolher). Este é o espírito que deve caracterizar o estudante Rosacruz: ler livremente as obras dos Iniciados de todos os tempos e ir selecionando a sabedoria que concerne a sua imediata necessidade e evolução, pois sempre será parcial e desequilibrado todo aquele que imagine que somente o autor "a" ou "b" possuem a razão e a verdade, e que os demais estão equivocados.

O mais sábio dos homens não pode resumir a sabedoria universal, e por tal razão o estudante do transcendental deve ser eclético, para que sua consciência vá abarcando os diferentes aspectos da sabedoria que encarna o conhecimento genuíno das leis da evolução.

Conhecer a filosofia dos orientais e sua elevada mística, resulta de suprema importância, mas como eles aguçaram muito sua inteligência para perceber o mundo transcendental pode não se adequar exatamente a qualquer buscador do mundo ocidental e que, por este mesmo fato, pode não ser um sistema que corresponda adequadamente a todos da raça ocidental.

No Ocidente, temos o aspecto místico-cristão em todas as obras rosacruzes de Max Heindel. No aspecto místico gnóstico temos A. Krumm Heller que se refere à atualização do desenvolvimento por meditação. No aspecto Iniciação temos R. Steiner. Em alquimia se ocupa Franz Hartmann e também Max Heindel em seu livro "Maçonaria e Catolicismo". Enfim, todos os autores ocidentais nos ensinam algo particular que nos é indispensável para o equilibrado desenvolvimento da mística e do cultivo interno.

Com estes pontos necessários para aclarar, damos o necessário a este pequeno trabalho, que esperamos seja de utilidade prática aos estudantes espiritualistas da América, sejam Teosofistas, Yogues, Rosacruzes, Cabalistas, Gnósticos ou simplesmente idealistas.




Israel Rojas Romero





Fonte: do Opúsculo "Manual Rosacruciano"
Fraternitas Rosicruciana Antiqua
Fraternidad Rosa Cruz de Colombia - Gran Logia Raghozini
http://www.fraternidadrosacruzdecolombia.org/
Fonte da Gravura: www.shutterstock.com




Notas deste blog:

* Um dos aspectos do esoterismo. Um conhecimento adquirido por experiência espiritual.

** "Manual Rosacruciano"


Nenhum comentário:

Postar um comentário